Postagem em destaque

TORRENTe! +links

Oi gente! Passando pra informar sobre os links do site... LINKS PARA OS DISCOS NOS COMENTÁRIOS DESSE POST Depois de muitas tentativas de ...

2005 - ONQOTÔ


01.- Fla-Flu
(Caetano Veloso/José Miguel Wisnik) 

02.- É só isso
 (Caetano Veloso/José Miguel Wisnik)

03.- Madre Deus
 (Caetano Veloso)
04.- A cobra do caos
(Caetano Veloso/José Miguel Wisnik)

05.- Mortal loucura
 (José Miguel Wisnik - sobre poema de Gregório de Matos)

06.- Big bang bang 
(Caetano Veloso/José Miguel Wisnik)

07.- Tão pequeno
 (Caetano Veloso - sobre poema de Luís de Camões)

08 - Pesar do Mundo
(Paulo Neves/José Miguel Wisnik)
 
09.- Onqotô
 (Caetano Veloso/José Miguel Wisnik)
Comentários: 
A perplexidade e a inexorável pequeneza do Homem diante da vastidão do Universo é o tema central de Onqotô, balé que, em 2005, marcou as comemorações dos 30 anos de atividade do Grupo Corpo. Assinada por Caetano Veloso e José Miguel Wisnik, a trilha sonora tem como ponto de partida uma bem-humorada discussão sobre a “paternidade” do Universo. De um lado, estaria a teoria do Big-Bang, a grande explosão primordial, cuja expressão consagrada pela comunidade científica mundial parece atribuir à cultura anglo-saxônica dominante a criação do Universo; e, de outro, uma máxima espirituosa formulada pelo genial dramaturgo (e comentarista esportivo) Nelson Rodrigues sobre o clássico maior do futebol carioca, segundo a qual se poderia inferir que o Cosmos teria sido “concebido” sob o signo indelével da brasilidade: “O Fla-Flu começou quarenta minutos antes do nada”.
Instrumentais ou com letra, os nove temas que compõem os 42 minutos de trilha estabelecem uma sucessão de diálogos rítmicos, melódicos e poéticos em torno das “cenas de origem” eleitas por seus criadores e do sentimento de desamparo inerente à condição humana.
Na coreografia criada por Rodrigo Pederneiras, verticalidade e horizontalidade, caos e ordenação, brusquidez e brandura, volume e escassez se contrapõem e se superpõem, em consonância (e, eventualmente, em dissonância) com a trilha musical, desvelando significados, melodias e ritmos que subjazem ao estímulo sonoro.
 Release Grupo Corpo

Opinião da casa:
Um disco muito curioso, cheio de referências ("É só isso", que tem seu ápice em um único verso joãogilbertiano- o mesmo "é só isso" de Bim Bom) e temas inéditos de Caetano e Zé Miguel. Apesar de ter boas faixas ("Madredeus" depois foi gravada por Gal Costa e Jussara Silveira em 2011) e marcar um grande encontro entre Caetano e Zé Miguel, o disco teve tiragem limitada e foi vendido apenas durante a temporada do balé do Grupo Corpo.

PS: esse disco foi gentilmente cedido pelo leitor Frederico Régis Pereira, a quem eu deixo o meu muito obrigado!

Um comentário:

Caetano Completo disse...

link:

http://migre.me/dgbQs