Postagem em destaque

TORRENTe! +links

Oi gente! Passando pra informar sobre os links do site... LINKS PARA OS DISCOS NOS COMENTÁRIOS DESSE POST Depois de muitas tentativas de ...

1986 - Totalmente demais


01. Vaca Profana
(Caetano Veloso)

02. Oba-lá-lá/ Bim, Bom
(João Gilberto)

03. O Quereres
(Caetano Veloso)

04. Nosso Estranho Amor
(Caetano Veloso)

05. Calúnia
(Marino Pinto, Paulo Soledade)

06. Nature Boy
(Eden Ahbez)

07. Estranha Forma de Vida
(A. Rodrigues, A. Duarte)

08. Kalu
(Humberto Teixeira)

09. Totalmente Demais
(Arnaldo Brandão, Robério Rafael, Tavinho Paes)

10. Pra que Mentir
(Noel Rosa, Vadico)

11. Dom de Iludir
(Caetano Veloso)

12. Solidão
(A.C. Jobim, Alcides Fernandes)

13. Cuesta Abajo
(Carlos Gardel, Alfredo Le Pera)

14. Lealdade
(Wilson Baptista, Jorge de Castro)

15. Todo o Amor que Houver Nessa Vida
(Frejat, Cazuza)

16. Amanhã
(Guilherme Arantes)

 
Comentários: 
É o meu único disco de platina (250.000 cópias vendidas), que aliás, nunca tocou no rádio. Meu recorde de vendas é do disco que eu não gosto. Foi gravado ao vivo, num show meio quebra galho. Em Kalu eu erro na letra, em Calúnia a música está errada.
Depoimento à Marcia Cezimbra - Jornal do Brasil - 16/05/91

Opinião da casa:

Gravado ao vivo no Copacabana Palace, para o projeto Luz do Solo, esse disco é registro editado da turnê que Caetano vinha fazendo com voz e violão.
Apesar de Caetano parecer não dar muita bola pro disco, aqui tem grandes versões para "Vaca profana" (gosto mais até do que com Gal, em "Profana", 1984, com aquele arranjo parecendo música da Xuxa) e "O quereres" (começa a redenção dos arranjos de "Velô"!). Aqui relido o sucesso "Nosso estranho amor" gravado em dueto com Caetano e Marina no disco "Olhos Felizes" (1980).
Tem "Nature boy", que Caetano fez uma versão em português para Ney Matogrosso gravar; um samba de Noel Rosa, "Pra que mentir?" e uma resposta a esse samba, "Dom de Iludir". Os covers são inesperados e muito bem executados. "Bim Bom/Hoba la lá" e "Kalu", "Totalmente demais" e "Amanhã", "Lealdade" e "Estranha forma de vida" fazem desse disco quase um disco de covers.
Por fim, um lançamento do Barão "Todo amor que houver nessa vida", que deu um up pra banda iniciante.

2 comentários:

Anônimo disse...

esse cd mereçe uma remasterização, os aplausos do publico atrapalha um pouco.

bigseller disse...

Eu como radialista acabei assistindo a esta maravilha de show do CAETANO VELOSO, minha favorita é a versão de AMANHÃ do guilherme arantes.